3 Coisas velhas da sua casa que você jamais pode jogar fora

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

coisas velhas dentro de casa

Todo mundo sabe que para manter a casa arrumada e a vida organizada, desapegar de algumas coisas é mandatório. Independentemente se você mora em uma casa espaçosa ou em um apartamento bem limitado de espaço, a organização é algo imprescindível para manter o lar em harmonia e com o devido conforto que você merece.

Mas ao fazer aquela faxina nas gavetas e armários, muitas vezes você pode estar jogando fora coisas velhas da sua casa que jamais poderiam ir para o lixo. Será que você já jogou fora algo que seria importante manter? Confira a seguir 3 coisas velhas da sua casa que não poderiam ter sido dispensadas.

1) Aluguel e Condomínio

Já aconteceu de você ser cobrado de alguma despesa ou débito que você já pagou e se desesperar por ter dispensado o comprovante e agora vai te dar o maior trabalho para comprovar o pagamento? Pois então, são muitos os comprovantes e recibos de contas pagas que vão se acumulando de forma desorientada nas gavetas e bolsas e que, de repente cansamos, embolamos tudo e mandamos para o lixo.

Para não passar por essa situação desagradável, mantenha os comprovantes de pagamento dos alugueis por três anos e os de condomínio por cinco anos. Uma boa sugestão também para ir diminuindo a papelada é solicitar à administradora do prédio uma declaração de quitação de débito.

2) Impostos

Comprovação de impostos é algo extremamente relevante que não pode ser descuidado e tratado como coisas velhas da sua casa acumulando e juntando poeira. Carnês de IPTU, declarações de Imposto de Renda e demais documentos relacionados a pagamento de impostos devem ser guardados por cinco anos, contados a partir do primeiro dia útil do ano seguinte do pagamento. Ou seja, na prática, o prazo de guarda desses documentos é de seis anos.

coisas velhas dentro de casa

3) Fotos de lembrança da infância, também é uma das coisas velhas da sua casa

Hoje em dia é mais raro ter aquelas caixas e caixas de álbuns fotográficos registrando os momentos marcantes da família como aniversários, apresentações da peça de teatro na escola, as férias na praia ou aquele passeio de domingo no zoológico.

Mas pra quem foi criança até o final dos anos 90, provavelmente tem caixas e mais caixas dessas fotos memoráveis, já que era a forma de registrar e manter aquela memória viva. E por serem registros de momentos incríveis vividos, essas fotos não podem ser tratadas como coisas velhas da sua casa e dispensadas em um incinerador.

Entretanto, para mantê-las intactas e não degradá-las, é preciso armazenar em um local adequado para que a umidade ou a iluminação em excesso não interfira na qualidade das fotos e estrague suas memórias.

Para manter tantos papéis, documentos, comprovantes e memórias afetivas dentro de casa, ter um bom espaço preparado de forma adequada é primordial. Mas se você não quiser dispensar uma área da sua casa para fazer de arquivo pessoal e aproveitar melhor o espaço em prol do bem-estar e convivência da família, ou até mesmo se você não dispõe desse espaço e isso faz com que suas coisas fiquem sempre desorganizadas, contratar um guarda documentos pode ser uma boa solução.

Ao adquirir essa solução, você garante manter os documentos necessários e até mesmo aqueles que têm valor sentimental de forma segura, sem se preocupar com espaço ou lembrar onde deixou esse ou aquele documento por falta de espaço em casa.

Você já passou por essa experiência desagradável de ter que correr atrás de comprovação de qualquer pagamento porque dispensou papéis importantes por considerar ser uma das coisas velhas dentro de casa? Compartilhe conosco sua experiência nos comentários.

 

Comentários no Facebook

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×